Mais
    InícioCartão de CréditoCrediário digital: o que é, como funciona e como utilizar? Entenda!

    Crediário digital: o que é, como funciona e como utilizar? Entenda!

    0
    (0)

    Uma nova forma de pagamento chegou para beneficiar os 60% dos brasileiros que ainda não têm opções de crédito. Trata-se do crediário digital, que é visto pelo comércio como uma forma de recuperar o número de vendas em meio a crise econômica.

    Mesmo com a popularização dos bancos digitais, na prática ainda existe um alto número de brasileiros sem conta bancária. Pelo menos 48 milhões, de acordo com o Banco Central.

    Nesse sentido, o crediário digital surge para garantir um maior poder de compra a quem hoje não tem acesso a aquisições mais caras, por exemplo.

    Mas, se você não está por dentro da novidade e tem dúvidas sobre como funciona o crediário digital, FinanceOne explica tudo em detalhes. Confira!

    + Veja 6 cuidados que você deve ter com a compra parcelada

    O que é e como funciona o crediário digital?

    O crediário digital nada mais é do que uma modernização do antigo carnê. A modalidade também é conhecida como BNPL (Buy Now Pay Later). Ou seja, compre agora e pague depois, em tradução literal.

    A ideia é que este meio de pagamento atue de maneira mais democrática, contemplando aqueles que não têm acesso ao crédito. O cliente pode parcelar sua compra via boleto bancário, mesmo que não tenha cartão de crédito ou conta bancária.

    Assim, não há a necessidade de ser cliente de uma instituição financeira, ou ter limite de crédito pré-estabelecido. Além do boleto, outras formas de pagamento possíveis são transferências ou depósitos; ou PIX.

    Para ter acesso, é preciso fornecer informações básicas, como CPF, e-mail e telefone. A intermediária da operação, que pode ser uma fintech ou a própria loja, analisa os dados e libera o crédito. Depois, é só escolher em quantas parcelas deseja pagar e pronto.

    A opção está sujeita a taxas de juros, que variam de acordo com a análise de crédito de cada cliente.

    mulher sentada no sofá na frente de um laptop e falando no celular
    Com crediário digital comprar online parcelado é ainda mais simples (Foto: Divulgação)

    É vantajoso para os lojistas?

    A resposta é: sim! Com o crediário digital ou BNPL os lojistas conseguem ampliar suas vendas para um público que antes não teria acesso. Além disso, o processo é seguro, considerando que a intermediação é feita por uma fintech.

    Claro que a loja pode investir em um sistema de crediário próprio, se assim desejar. Mas, o caminho mais prático é o lojista se cadastrar em alguma startup que oferece esse tipo de serviço.

    Atualmente, já existem algumas opções no mercado para os e-commerces que querem começar a investir nessa modalidade de pagamentos. Entre elas, a Meu Crediário, a Provu e a Leindico.

    + Conheça 12 apps para pagar boletos com cartão de crédito

    Pandemia acelerou surgimento de novos meios de pagamentos digitais

    Na Europa, o serviço de crediário digital já funciona há algum tempo e está crescendo. De acordo com recentes pesquisas de mercado, 4 em cada 10 britânicos já usam a forma de pagamento BNPL. A expectativa é que os brasileiros sigam a mesma tendência.

    O surgimento de uma nova modalidade de pagamento digital e a ascensão do PIX, por exemplo, teve um empurrão da pandemia do novo Coronavírus. Isso porque as compras online cresceram significativamente nesse período.

    Assim, o mercado passou a enxergar melhor as lacunas em relação aos meios de pagamentos e a trabalhar para aprimorar a experiência do consumidor, ampliando o acesso para todas as camadas sociais.

    E, com o crediário digital não será diferente. Especialistas apontam que os varejistas devem ficar de olho nessa novidade, que surge como uma chance de ampliar o ticket médio de vendas no e-commerce.

    Entram, ainda, nesse pacote, as vendas via PIX, com possibilidade de descontos e a oferta de compra com cashbacks, que também tem se popularizado nos últimos dois anos.

    Além disso, a aposta é que essas sejam, apenas, algumas das evoluções nas tecnologias para meios de pagamentos digitais.

    Já conhecia o crediário digital? Compartilhe com os amigos e assine nossa Newsletter para não perder nenhuma novidade!

    Veja também no FinanceOne:

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Letícia de Jesus
    Jornalista e redatora, com experiência em SEO e webwriting. Apaixonada pela escrita e extremamente curiosa, gosto de explorar diferentes assuntos.

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCartão de CréditoCrediário digital: o que é, como funciona e como utilizar? Entenda!

    Crediário digital: o que é, como funciona e como utilizar? Entenda!

    0
    (0)

    Uma nova forma de pagamento chegou para beneficiar os 60% dos brasileiros que ainda não têm opções de crédito. Trata-se do crediário digital, que é visto pelo comércio como uma forma de recuperar o número de vendas em meio a crise econômica.

    Mesmo com a popularização dos bancos digitais, na prática ainda existe um alto número de brasileiros sem conta bancária. Pelo menos 48 milhões, de acordo com o Banco Central.

    Nesse sentido, o crediário digital surge para garantir um maior poder de compra a quem hoje não tem acesso a aquisições mais caras, por exemplo.

    Mas, se você não está por dentro da novidade e tem dúvidas sobre como funciona o crediário digital, FinanceOne explica tudo em detalhes. Confira!

    + Veja 6 cuidados que você deve ter com a compra parcelada

    O que é e como funciona o crediário digital?

    O crediário digital nada mais é do que uma modernização do antigo carnê. A modalidade também é conhecida como BNPL (Buy Now Pay Later). Ou seja, compre agora e pague depois, em tradução literal.

    A ideia é que este meio de pagamento atue de maneira mais democrática, contemplando aqueles que não têm acesso ao crédito. O cliente pode parcelar sua compra via boleto bancário, mesmo que não tenha cartão de crédito ou conta bancária.

    Assim, não há a necessidade de ser cliente de uma instituição financeira, ou ter limite de crédito pré-estabelecido. Além do boleto, outras formas de pagamento possíveis são transferências ou depósitos; ou PIX.

    Para ter acesso, é preciso fornecer informações básicas, como CPF, e-mail e telefone. A intermediária da operação, que pode ser uma fintech ou a própria loja, analisa os dados e libera o crédito. Depois, é só escolher em quantas parcelas deseja pagar e pronto.

    A opção está sujeita a taxas de juros, que variam de acordo com a análise de crédito de cada cliente.

    mulher sentada no sofá na frente de um laptop e falando no celular
    Com crediário digital comprar online parcelado é ainda mais simples (Foto: Divulgação)

    É vantajoso para os lojistas?

    A resposta é: sim! Com o crediário digital ou BNPL os lojistas conseguem ampliar suas vendas para um público que antes não teria acesso. Além disso, o processo é seguro, considerando que a intermediação é feita por uma fintech.

    Claro que a loja pode investir em um sistema de crediário próprio, se assim desejar. Mas, o caminho mais prático é o lojista se cadastrar em alguma startup que oferece esse tipo de serviço.

    Atualmente, já existem algumas opções no mercado para os e-commerces que querem começar a investir nessa modalidade de pagamentos. Entre elas, a Meu Crediário, a Provu e a Leindico.

    + Conheça 12 apps para pagar boletos com cartão de crédito

    Pandemia acelerou surgimento de novos meios de pagamentos digitais

    Na Europa, o serviço de crediário digital já funciona há algum tempo e está crescendo. De acordo com recentes pesquisas de mercado, 4 em cada 10 britânicos já usam a forma de pagamento BNPL. A expectativa é que os brasileiros sigam a mesma tendência.

    O surgimento de uma nova modalidade de pagamento digital e a ascensão do PIX, por exemplo, teve um empurrão da pandemia do novo Coronavírus. Isso porque as compras online cresceram significativamente nesse período.

    Assim, o mercado passou a enxergar melhor as lacunas em relação aos meios de pagamentos e a trabalhar para aprimorar a experiência do consumidor, ampliando o acesso para todas as camadas sociais.

    E, com o crediário digital não será diferente. Especialistas apontam que os varejistas devem ficar de olho nessa novidade, que surge como uma chance de ampliar o ticket médio de vendas no e-commerce.

    Entram, ainda, nesse pacote, as vendas via PIX, com possibilidade de descontos e a oferta de compra com cashbacks, que também tem se popularizado nos últimos dois anos.

    Além disso, a aposta é que essas sejam, apenas, algumas das evoluções nas tecnologias para meios de pagamentos digitais.

    Já conhecia o crediário digital? Compartilhe com os amigos e assine nossa Newsletter para não perder nenhuma novidade!

    Veja também no FinanceOne:

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?