Mais
    InícioCartão de CréditoComo funciona o parcelamento sem juros no cartão de crédito? Entenda!

    Como funciona o parcelamento sem juros no cartão de crédito? Entenda!

    0
    (0)

    É provável que, ao passar em frente a uma loja, você já tenha se deparado com o seguinte anúncio: “Compre em até 12x sem juros!!”. A dúvida que fica para muita gente, entretanto, é como funciona o parcelamento sem juros no cartão de crédito.

    Apesar de ser uma modalidade comum no Brasil, especialmente em lojas de departamento e varejo, o parcelamento sem juros é envolto de polêmicas. Isso porque, enquanto para o cliente ele parece ser mais vantajoso, para o lojista e para as administradoras de cartão funciona de outra forma.

    Ou seja, dependendo da sua posição, o parcelamento sem juros no cartão de crédito pode ser uma armadilha que não compensa no longo prazo. Acompanhe o texto a seguir e saiba como ele funciona na prática.

    O parcelamento sem juros existe mesmo? Conheça as regras

    Apesar de ser frequentemente divulgado em estabelecimentos comerciais, o parcelamento sem juros no cartão de crédito funciona de maneira diferente para cada setor.

    Para os lojistas

    O comerciante que optar por permitir compras sem juros em sua loja deve arcar com as taxas cobradas pela administradora do cartão. Por isso, especialistas em pagamentos acreditam que a isenção dos juros é uma “maquiagem” criada para incentivar a compra por parte dos clientes. 

    Na prática, entretanto, a taxa de parcelamento é incluída no valor final da venda, já que os vendedores devem arcar com adicionais para a administradora do cartão. Esse pagamento, inclusive, precisa ser adiantado na maioria das vezes.

    Para o consumidor final

    O consumidor final também acaba precisando arcar com os custos, já que esses juros são embutidos na compra. Por isso, uma boa dica para evitar gastos a mais no seu orçamento é optar sempre pelo pagamento à vista.

    Dessa forma, você pode negociar diretamente com o estabelecimento para conseguir um desconto – já que, na prática, um produto parcelado tende a ser mais caro. 

    Para as administradoras de cartão e bancos

    A empresa responsável pela administração do cartão de crédito cobra uma taxa do comerciante a cada transação feita na máquina do cartão. Como é uma taxa obrigatória, os donos de estabelecimentos acabam sendo obrigados também a aumentar o preço dos produtos para poder arcar com o gasto.

    Já os bancos, responsáveis por receber esse dinheiro da venda, podem aplicar multas e encargos adicionais caso a taxa praticada não seja cumprida. Nessa “cadeia alimentar” financeira, o parcelamento sem juros no cartão de crédito se torna uma grande falácia.

    pessoa retirando o cartão de crédito da carteira
    Os juros da compra parcelada geralmente são embutidos no valor final da venda. (Fonte: Divulgação)

    Quais são as taxas do parcelamento sem juros no cartão de crédito?

    Quando você realiza uma compra parcelada – com ou sem juros embutidos –, deve se atentar para os asteriscos envoltos na negociação por cartão de crédito. As principais taxas praticadas pelas administradoras de cartão são:

    • Multa: pode chegar até 2% e deve ser paga a partir do primeiro dia de atraso (não sendo cumulativa); 
    • Juros por atraso: cobrado quando há atraso no pagamento, podendo chegar até 1%;
    • Pagamento parcial (crédito rotativo): pagou parcialmente a fatura? Então, o restante que pagar posteriormente virá acrescido de juros que podem chegar a 15% (ou até mais dependendo de seu cartão).

    + Entenda o que é rotativo do cartão de crédito

    Vale a pena parcelar sem juros no cartão?

    Por fim, você deve estar se perguntando se realmente vale a pena se envolver num parcelamento sem juros no cartão de crédito. Como dito anteriormente, boa parte dessas vendas é feita já com as taxas incluídas no valor final. Por isso, pode ser mais vantajoso negociar um desconto com o lojista para o pagamento à vista.

    Entretanto, se o valor à vista for o mesmo já cobrado na modalidade parcelada, o parcelamento pode ser uma vantagem, já que você não precisa desembolsar o valor integral de uma só vez. 

    Agora que você já sabe como funciona o parcelamento sem juros no cartão de crédito, aproveite para conferir 5 motivos para evitar parcelar compras no cartão de crédito.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Raísa Boing
    Jornalista especializada em conteúdo SEO. Ampla experiência com redação, edição e revisão para a web. Escrevo principalmente sobre mercado financeiro, investimentos, setor imobiliário, tecnologia e educação.

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCartão de CréditoComo funciona o parcelamento sem juros no cartão de crédito? Entenda!

    Como funciona o parcelamento sem juros no cartão de crédito? Entenda!

    0
    (0)

    É provável que, ao passar em frente a uma loja, você já tenha se deparado com o seguinte anúncio: “Compre em até 12x sem juros!!”. A dúvida que fica para muita gente, entretanto, é como funciona o parcelamento sem juros no cartão de crédito.

    Apesar de ser uma modalidade comum no Brasil, especialmente em lojas de departamento e varejo, o parcelamento sem juros é envolto de polêmicas. Isso porque, enquanto para o cliente ele parece ser mais vantajoso, para o lojista e para as administradoras de cartão funciona de outra forma.

    Ou seja, dependendo da sua posição, o parcelamento sem juros no cartão de crédito pode ser uma armadilha que não compensa no longo prazo. Acompanhe o texto a seguir e saiba como ele funciona na prática.

    O parcelamento sem juros existe mesmo? Conheça as regras

    Apesar de ser frequentemente divulgado em estabelecimentos comerciais, o parcelamento sem juros no cartão de crédito funciona de maneira diferente para cada setor.

    Para os lojistas

    O comerciante que optar por permitir compras sem juros em sua loja deve arcar com as taxas cobradas pela administradora do cartão. Por isso, especialistas em pagamentos acreditam que a isenção dos juros é uma “maquiagem” criada para incentivar a compra por parte dos clientes. 

    Na prática, entretanto, a taxa de parcelamento é incluída no valor final da venda, já que os vendedores devem arcar com adicionais para a administradora do cartão. Esse pagamento, inclusive, precisa ser adiantado na maioria das vezes.

    Para o consumidor final

    O consumidor final também acaba precisando arcar com os custos, já que esses juros são embutidos na compra. Por isso, uma boa dica para evitar gastos a mais no seu orçamento é optar sempre pelo pagamento à vista.

    Dessa forma, você pode negociar diretamente com o estabelecimento para conseguir um desconto – já que, na prática, um produto parcelado tende a ser mais caro. 

    Para as administradoras de cartão e bancos

    A empresa responsável pela administração do cartão de crédito cobra uma taxa do comerciante a cada transação feita na máquina do cartão. Como é uma taxa obrigatória, os donos de estabelecimentos acabam sendo obrigados também a aumentar o preço dos produtos para poder arcar com o gasto.

    Já os bancos, responsáveis por receber esse dinheiro da venda, podem aplicar multas e encargos adicionais caso a taxa praticada não seja cumprida. Nessa “cadeia alimentar” financeira, o parcelamento sem juros no cartão de crédito se torna uma grande falácia.

    pessoa retirando o cartão de crédito da carteira
    Os juros da compra parcelada geralmente são embutidos no valor final da venda. (Fonte: Divulgação)

    Quais são as taxas do parcelamento sem juros no cartão de crédito?

    Quando você realiza uma compra parcelada – com ou sem juros embutidos –, deve se atentar para os asteriscos envoltos na negociação por cartão de crédito. As principais taxas praticadas pelas administradoras de cartão são:

    • Multa: pode chegar até 2% e deve ser paga a partir do primeiro dia de atraso (não sendo cumulativa); 
    • Juros por atraso: cobrado quando há atraso no pagamento, podendo chegar até 1%;
    • Pagamento parcial (crédito rotativo): pagou parcialmente a fatura? Então, o restante que pagar posteriormente virá acrescido de juros que podem chegar a 15% (ou até mais dependendo de seu cartão).

    + Entenda o que é rotativo do cartão de crédito

    Vale a pena parcelar sem juros no cartão?

    Por fim, você deve estar se perguntando se realmente vale a pena se envolver num parcelamento sem juros no cartão de crédito. Como dito anteriormente, boa parte dessas vendas é feita já com as taxas incluídas no valor final. Por isso, pode ser mais vantajoso negociar um desconto com o lojista para o pagamento à vista.

    Entretanto, se o valor à vista for o mesmo já cobrado na modalidade parcelada, o parcelamento pode ser uma vantagem, já que você não precisa desembolsar o valor integral de uma só vez. 

    Agora que você já sabe como funciona o parcelamento sem juros no cartão de crédito, aproveite para conferir 5 motivos para evitar parcelar compras no cartão de crédito.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?